terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Casa ou Apartamento?

0 comentários
Dicas e diferenças entre cada um dos estilos de morar.

“Quem casa quer casa”, e esta decisão é uma das mais importantes para quem temo sonho de morar num lugarzinho todo seu. Uma das primeiras dúvidas seria a escolha do tipo de residência em que se gostaria de morar: casa ou apartamento? Veja o que levar em conta na hora da escolha:

A primeira providência para o “tira-teima” entre as maravilhosas formas de morar seria a listagem da ordem de prioridades e necessidades básicas da família para que assim possamos definir o mínimo de dimensões e espaço confortáveis e adequados às atividades do dia-a-dia.

Os apartamentos cada vez mais apresentam dimensões mínimas para o conforto dos usuários, remetendo-se à praticidade, além de que, as reformas nos apartamentos possuem caráter restrito e devem passar pelo crivo da construtora ou da administração do condomínio.

A “casa de bairro”, por assim dizer, pode ser planejada e reformada com maior flexibilidade, tendo em vista que poderá apresentar cômodos com medidas maiores que as usuais, dando característica personalizada ao ambiente. A privacidade também é um item fundamental. Muitos reclamam que nos condomínios não se sentem livres , por conta das variadas restrições e normas a serem observadas.

Aos adeptos da vida em comunidade, podemos encontrar nos condomínios verticais a comodidade das verdadeiras estruturas de lazer, com piscinas, salão de jogos, churrasqueiras, salas de ginástica, complexos esportivos, brinquedoteca, mini-cinema, entre outros, destinados ao uso comum. Para quem já experimentou morar em uma casa pertencente a um conjunto ou bairro, pode afirmar que não ficou atrás no quesito lazer, tendo em vista que utilizam a rua, praças públicas e calçadas, para brincar, fazer esportes ou bater um papo gostoso com os vizinhos.

A segurança também é um item fundamental na percepção das vantagens e desvantagens do local de moradia. Muitos preferem condomínios fechados, com câmeras, restrições de acesso, cercas elétricas, vigilantes e diversos sistemas de segurança, que, diga-se de passagem, também podem ser instalados na casa individual. No entanto, assumir custos de maneira individual pode não ser uma boa maneira de economizar.

Para aqueles que preferem unir o prazer e a liberdade dos que moram em casas de bairro e usufruir do conforto e segurança dos condomínios fechados, uma boa opção são os condomínios horizontais, que agregam funcionalidade ao bem-estar. Escolher as opções de planta ou adquirir o imóvel pronto são algumas vantagens desta inovação. Casas e apartamentos têm vantagens e desvantagens. A escolha por um ou outro depende do perfil dos moradores e suas necessidades. Pense bem nesta questão antes de fechar o negócio, pois os arrependimentos podem custar caro. As diferenças, acredite, são grandes. Agora, se você quiser equilibrar os benefícios de cada um deles, verifique a possibilidade de mudar para uma casa dentro de um condomínio.

Seja de uma forma ou de outra, casa ou apartamento, o importante é reunir a família e se sentir bem!


 Mansão Luciano Barreto Júnior, Aracaju-SE

Fontes das fotos.: www.ionline.com.br; www.teaserpropaganda.com.br, visitados em 03.04.2013.



Postar um comentário

Fala aí!